Novo Look no final de 2017

Processed with VSCO with g3 presetOlá meus Amores, espero que esteja tudo bem convosco.
Eu cá tenho andado… uns dias melhor, outros dias menos bem! (para não dizer, bastante mal… mas isso agora não interessa nada).

Ora, a última vez que fui ao cabeleireiro e pintei o cabelo, foi em Setembro passado, durante as férias de verão. Já lá vão três meses e, como é óbvio, os teimosos dos cabelos brancos já se notam… muito… bastante… aliás, demasiado!… Ora, isso podia resolver-se com um simples assumir da situação.
Assumir o chamado “envelhecer de forma natural”. Eu tentei… juro que tentei!
Mas afinal… envelhecer não é assim tão simples de assumir.

Então, hoje pensei cá para com os meus botões:
“- Susana Maria, o ano 2017 está a chegar ao fim. Foi um ano para esquecer e, tu tens que fazer alguma coisa para te animar e ajudar a sair dessa tristeza que te amargura todos os dias!…”
(Sim, os meus últimos dias têm sido complicados. Mas isso é outra história que não é para aqui chamada!)

Dito isto e, olhando-me ao espelho, o mesmo espelho que me tem atormentado ultimamente, voltei a pensar para com os meus botões:
“- Jesus, tenho mesmo que fazer alguma coisa para melhorar este aspecto deslavado que se arrasta há meses!!!… Talvez uma ida ao cabeleireiro te anime e traga sorte para que o novo ano seja melhor do que este que está a findar.”

Infelizmente, uma das muitas consequências do meu esgotamento nervoso, é bastante visível a nível capilar. Desenvolvi uma Dermatite Seborreica, que piora significativamente, consoante o meu sistema nervoso está mais ou menos alterado.
Posso adiantar, que neste momento, está numa fase lastimosa!… Entretanto e, enquanto estiver as fazer tratamento para diminuir a criação destas ditas “Crostas”,  o meu médico aconselhou-me a evitar ou até mesmo deixar de pintar o cabelo.

Ora, isto é tudo muito bonito de dizer, mas não é tão fácil assim de fazer. Porquê?
Porque estou com 45 anos e, os cabelos brancos nascem descontroladamente e apoderam-se sem rodeios da minha cabeçaツ

Hoje, ganhei finalmente coragem e decidi ir ao cabeleireiro.
Mais… decidi ir a um cabeleireiro que eu não conhecia e, a minha ideia era tão radical, ao ponto de cortar o cabelo curtinho, de modo a restarem apenas as pontinhas brancas que cresceram neste últimos três meses sem pinturas.
Se corre-se mal e eu não gostasse de me ver ao primeiro impacto… bem, ninguém me conhecia e, se eu chorasse no final, não faria mal!!
Felizmente, alguma coisa superior (sim, eu acredito nessas coisas!…) guiou-me até às mãos maravilhosas duma menina chamada Célia, que (e vejam lá se não foi qualquer coisa especial que me guiou…) quando eu perguntei se estavam com muitas marcações, decidiu atender-me logo naquele instante porque tinha tido uma desistência!!!! uau…

Falei-lhe do meu problema, falei das minhas indecisões sobre o que devia fazer, falei de assumir os brancos porque não podia pintar o cabelo… enfim, a boa da Célia lá me foi ouvindo com paciência e perguntou se eu não quereria experimentar uma tinta sem amoníaco, que ela costumava usar em pessoas com problemas capilares e, que até à data, não tinha tido razão de queixa.

Anui e cá estou eu… feliz com a minha nova cor e, experimentando um novo produto do qual nunca tinha ouvido falar. A marca que estou a testar é italiana e chama-se ENVIE.
A gama de coloração chama-se ENUE e, pelo que percebi no site, esta marca é VeganOK.
Eu não sou Vegan, mas respeito muito que é e, sinceramente, gostava muito de ter a coragem de conseguir ser… mas enfim, baby steps – é como eu estou neste momento.

Quanto ao salão, posso já adiantar que adorei o atendimento, a atenção e o cuidado que demonstraram perante o meu problema. Adorei as massagens na cabeça!… ai tão bom!…
Também gostei de, embora não fizesse ideia do que queria fazer, facilmente e com a ajuda desta menina, num instante já tinha a cor escolhida e o corte decidido… na perfeição. Entendeu e fez, precisamente o que me ia na ideia. Também gostei da maneira como me ia dizendo o que ia fazendo e que produtos estava a usar. Quanto à decoração, embora simples, gostei, porque demonstra simplicidade e bom gosto.

E para quem mora por estas bandas e ficou curioso, o salão chama-se J’Adore Studio e fica em Agualva, perto do Mercado.
Entretanto, vou dando o meu feedback sobre a minha nova coloração.
Para já e para finalizar, posso adiantar que tem um aroma frutado (delicioso), não me provocou ardor (o que normalmente é um pesadelo com outras marcas) e, uma coisa que também me agradou imenso, foi o facto de não ter ficado com a testa e as orelhas manchadas de tinta (o que também é uma das coisas que me chateia imenso).

E assim me despeço por hoje… mais feliz quando me olho ao espelho!
Beijinhos muito doces e façam por ser felizes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s