Moda Jovem para números grandes, precisa-se!

CB3AA5B4-9490-41F2-9A66-A3830C4141E0

Provavelmente já me ouviram dizer que não sou entendida em assuntos de Moda. Não sou, mesmo!… No entanto, sei do que gosto, do que não gosto, do que não me aquece nem arrefece. Mas sim, gosto de comprar roupa… que me sirva!!!…

Por norma não sigo tendências, nem ando colada às revistas de moda ou às montras das lojas, para ver o que se vai usar na estação e, fazer disso uma razão para viver!… Não! Não, porque não goste, mas não, porque a Moda só existe até aos números 44/46. Depois é sempre tudo mais do mesmo, sem grandes novidades e, se tentam aplicar as tendências actuais em números maiores, a coisa fica ridícula e, coitadas das pessoas que vão para a rua assim vestidas.

Por norma, sou daquelas pessoas para quem não é fácil comprar roupa. Às vezes, consegue mesmo ser um enorme pesadelo. Sim, um pesadelo, pois acabo por voltar para casa de mãos vazias e, com um sentimento de profundo mau estar comigo mesma, achando que o problema é meu, por não ter as medidas standard dos modelos de hoje em dia. Alguém por aí se identifica, ou sou só eu?

O meu primeiro problema, creio que seja a altura. Eu meço 1,70m, pelo que já me considero alta, tendo em conta a medida média da mulher portuguesa. Agora analisemos a altura versus o peso, que é o meu segundo problema.

A altura em si só, até não seria problema, se eu fosse magra. Nos meus tempos áureos de juventude, vestia o 38 sem qualquer tipo de problema. Hoje em dia, com 45 anos, duas gravidezes e alguns problemas de saúde… a elegância foi-se embora e, a silhueta com que tenho de lidar actualmente, não se enquadra nos estereótipos de moda que se criaram entretanto.

Ora, para mim que “adoro” o mundo da moda desde pequena (sem loucuras, hã?!)… hehehe… é deprimente chegar a uma Zara, uma Mango, uma Lanidor (que adoro, todas elas!) e o numero maior que têm em loja é, regra geral um 44, 46 de vez em quando e com muita sorte! Ora, se eu fosse baixinha, cabia lá sem problemas. Acontece que sou alta e, logo à partida, tenho que considerar subir pelo menos mais um numero. Somando a isso, ainda tenho que considerar os quilitos a mais, que vêm estragar o cenário idílico de comprar roupa nessas lojas.

Agora analisemos as lojas com roupa mais jovem, que quase ditam as tendências da malta nova e não só, pois têm aquele look mais casual, descontraído e moderno para o dia-a-dia. Falo por exemplo, duma Bershka, ou duma Stradivarius (há outras, claro, mas estas toda a gente conhece). Pergunto, quem cabe naquelas calças de ganga skinny, onde o numero maior quase serve no meu braço?! Onde raio andavam com a cabeça quando decidiram implementar essa moda, que deduzo que nem deve fazer bem à circulação! Sim, porque vejo meninas com essas calças vestidas, que mal se conseguem mexer, que ficam com o dito cujo (traseiro) à vista quando se baixam e, que vincam tudo o que é refego e banhinha mais indiscreta.

Atenção! Não sou contra essa moda, mas não obriguem toda a gente a usá-la. Ela fica bem em certas silhuetas mas, não somos todos iguais. Todos nós sabemos que a nossa sociedade está formatada para seguir modas e tendências e, principalmente nas camadas mais jovens, se não estás na moda… estás fora! Talvez por isso, vemos raparigas menos elegantes a tentar parecer “fashion” com modelitos que não as favorecem em nada. Muito pelo contrário.

Por isso, deixo aqui um apelo aos senhores da moda:

– As mulheres não são todas iguais e, não temos que andar sempre em dieta para conseguir caber nos vossos modelitos. Pensem na mulher que tem anca larga, pensem na mulher que tem ombros largos, pensem na mulher com peito, pensem na mulher que tem os pés inchados ao fim do dia, pensem na mulher jovem que trabalha no escritório e quer sentir-se atraente em vez de parecer que usa uma farda, pensem nas jovens de hoje em dia que têm problemas de peso e, precisam de roupa moderna que não as façam parecer que estão quase a rebentar a roupa… pensem em todas nós que não temos as vossas medidas standard.

Obrigada e fico a aguardar mudanças nas tendências de moda futuras.

Se concordas, espalha a mensagem… pode ser que chegue a alguém que possa fazer algo.

Beijinhos doces

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s